Receba Dicas Exclusivas
de Finanças e profissões
em seu e-mail. [é grátis!]

Finanças Pessoais

Como Aumentar Meu Score Rápido?

Como Aumentar Meu Score Rápido

Como Aumentar Meu Score Rápido

Se você tem se perguntado “como aumentar meu score rápido?” então leia até o fim este artigo. Aqui vamos esclarecer como aumentar o seu score mais rapidamente e como mantê-lo sempre em alta, além da importância disso. Ele é o resultado direto dos hábitos de pagamento e relacionamento do cidadão com o crédito.

A expressão score de crédito surgiu originalmente nos Estados Unidos e tinha, claro, a mesma função que o score aplicado aqui no Brasil. Por aqui, só apareceu por volta de 2011 com base nas informações presentes no cadastro positivo dos cidadãos.

Apesar disso, na prática, ele só foi oficialmente regulamentado em 2019 e só em 2020 lojistas, varejistas e as instituições financeiras passaram a ter acesso às informações deste cadastro. Um score alto é sinônimo de bom pagador.

Isso significa que, quanto maior ele for, mais fácil será você conseguir um crédito, um aumento no limite, empréstimos ou financiamentos de qualquer tipo. É com base nesse escore que empresas e bancos avaliarão se é ou não uma boa ideia lhe conceder crédito.

Isso não significa, necessariamente, que você vai ter crédito se tiver um score alto ou irá deixar de tê-lo se o mesmo score estiver baixo. Outras variáveis podem influenciar nessa decisão, além dos critérios próprios empregados por uma instituição financeira e outra.

Neste artigo você vai saber como aumentar este score mais rapidamente, com quantos pontos um score é considerado bom ou para ter um cartão de crédito, que contas aumentam um score e outras informações importantes relacionadas. Acompanhe.

 

Quanto Tempo Demora Para Aumentar o Score?

De repente você quitou uma dívida, regularizou o nome ou simplesmente é novo na conhecida “praça do crédito” e está com o score baixo. Obviamente, quer saber “Como Aumentar Meu Score Rápido ?“, não é ? Afinal você quer comprar um carro, ter cartão de crédito ou até financiar um imóvel.

A dúvida que surge, neste momento, é: quanto tempo demora para aumentar o meu score e como apressar este processo? Infelizmente, não existe um tempo determinado para subir o score e não há um método infalível par apressar este processo.

Entretanto, existem alguns caminhos que podem sim favorecer este aumento mais rapidamente. Abaixo, listamos alguns destes caminhos. Confira:

  • Regularize seu nome: a primeira coisa a ser feita para ter um índice de score elevado é regularizar o seu nome. Se há dívidas pendentes, se seu nome está no Serasa ou SPC, protestos, etc., regularize isso o quanto antes.
  • Mantenha um bom comportamento no seu CPF: pague suas contas sempre em dia. Sabemos que, nos dias atuais, o desemprego, gastos emergenciais, etc., faz com que muitas pessoas acabem atrasando uma conta ou outra. Apesar disso, infelizmente, para manter e elevar o seu score, é fundamental ter uma boa saúde em seus pagamentos.
  • Evite ser negativado: um atraso ou outro nos pagamentos pode acontecer, isso é quase que inevitável. Até aí, tudo bem, mas pague esta conta atrasada o quanto antes, evitando cobranças e a negativação do seu nome. Isso também é fundamental para o seu score.
  • Tenha seus cadastros atualizados: é importante ter todos os seus cadastros sempre em dia com todos os seus credores e Bureau de crédito, ou de nada adianta ter seus pagamentos em ordem.
  • Tenha paciência: é possível que você tenha passado por alguns momentos ruins em seus pagamentos, atrasando contas e até sendo negativado. Isso acontece com muita gente, mas o mais importante é regularizar sua situação financeira o mais rápido que puder e ter paciência: seu score com certeza irá subir.

Uma boa dica para manter sua contas em dia e, dessa forma, elevar e também manter seu score é fazer um bom planejamento financeiro, cortando despesas desnecessárias, evitando usar demasiadamente o seu cartão de crédito e evitar gastar mais do que os seus proventos.

Quais Contas Aumentam o Score?

Quais Contas Aumentam o Score

Quais Contas Aumentam o Score

O ideal mesmo, tanto para aumentar como para manter o seu score, é ter todas as suas contas em dia. Todavia, para tentar apressar de certo modo esta elevação do score, existem algumas contas que podem fazer diferença, principalmente se estas estiverem em seu nome.

Portanto, ter a conta de telefone, internet ou a conta de água/luz em seu nome, pode ajudar bastante. Se todas estiverem sendo pagas em dia, Serasa e SPC irão conseguir ter uma visão mais clara do seu perfil de pagador e, dessa forma, podem vir a aumentar sua pontuação de score.

Lembrando, mais uma vez, que ter estas contas em dia e no seu nome pode ajudar, mas isso não irá garantir, necessariamente, uma maior velocidade no aumento do score. Para todos os efeitos, essa análise leva um certo tempo, afinal, é preciso avaliar o seu perfil de pagador e isso não acontece em apenas 1 ou 2 meses.

Também de nada ajuda pagar suas contas com antecedência, isto é, antes da data de vencimento, pois não irá influenciar em nada a velocidade com que o seu score subirá. A diferença mesmo é pagá-las todas em dia.

Quantos Pontos no Score é Considerado Bom?

Quantos Pontos no Score é Considerado Bom

Quantos Pontos no Score é Considerado Bom

Estamos falando até agora de aumentar o score, das maneiras para acelerar este processo e de como é importante manter suas contas pagas sempre em dia, mas, por outro lado, qual é o índice de score considerado bom para melhorar a oferta de crédito?

Você pode até não entender desta forma, mas para as instituições credoras, quanto mais crédito oferecem a você, melhor. Aliás, elas querem exatamente isso, lhe dar mais e mais crédito.

Para a economia de um país, melhor ainda, pois potencializa o poder de compra do consumidor, movimentando positivamente a economia. Portanto, o score não visa lhe prejudicar quanto ao seu crédito, muito pelo contrário.

Ele serve, na verdade, como um termômetro que irá indicar um menor ou maior risco para os bancos e estas instituições financeiras todas de lhe ofertar mais ou menos crédito.

Assim, considerar um score bom é bastante relativo pois, mesmo com ele baixo, ainda assim você pode vir a ter crédito. Tudo vai depender de análises financeiras e na disposição do credor de ter mais ou menos risco nesta negociação de crédito.

Todo cidadão tem um histórico financeiro. De repente, por um motivo aleatório como o de saúde, por exemplo, você foi obrigado a se endividar, a ultrapassar o seu próprio orçamento.

No entanto, isto não o faz um mal pagador e estas considerações todas, por vezes, podem ser levadas em consideração pela instituição financeira na hora de lhe ofertar créditos.

O Serasa calcula a sua pontuação com base no seu próprio comportamento financeiro e possui uma tabela referencial:

  • de 1000 a 701: muito bom (sinal verde)
  • de 700 a 501: bom (sinal amarelo)
  • de 500 a 301: regular (sinal laranja)
  • de 300 a 0: baixo (sinal vermelho)

Se analisarmos a tabela acima, poderíamos afirmar que um score de 500 acima é considerado bom. Mas vale ressaltar, como já dito inclusive, que este não é o único critério levado em consideração em uma análise de crédito.

Quanto de Score Precisa Para ter um Cartão de Crédito?

Quem quer ter um cartão de crédito já pensa em analisar qual o seu score para que esse cartão possa ser fornecido. Novamente, podemos falar que o score mínimo para ter um cartão é também relativo, pois cada empresa tem sua forma própria de analisar o cliente ao lhe conceder crédito.

Por outro lado, existem alguns parâmetros relacionados especificamente aos cartões de crédito e ao limite fornecido. Confira quais são:

Score baixo (de 0 a 300)

Neste caso você poderá optar por cartões de crédito nas modalidades pré-pago, consignado, de débito ou outros que não passem por consultas nos órgãos de proteção ao crédito como Serasa e SCPC.

Este score indica risco de inadimplência e, por isso, é provável haver certas restrições quando o assunto é cartão de crédito. Mesmo assim, vale você consultar as instituições financeiras em busca da melhor alternativa que atenda suas necessidades, conseguindo, deste modo, um produto mais vantajoso.

Score médio (de 400 a 700)

Com este score, fica mais fácil conseguir um cartão de crédito. Aliás, boa parte da população brasileira registra este histórico financeiro. Aqui, vale muita atenção no limite de crédito fornecido bem como nas taxas de juros (ou outras) que serão cobradas.

Score alto (de 700 a 900)

As opções para quem tem estes índices de score aumentam bastante quando se trata de cartões de crédito. Aqui, é possível adquirir um cartão de crédito com limites elevados, categorias Gold, Platinum e Premium.

Mas a atenção quanto taxas de juros ou outras é a mesma.

Lembre-se que a instituição quer te oferecer crédito e bem provavelmente lhe dará um limite bem alto, o que requer atenção quanto aos gastos, pois ao utilizar seu cartão você terá que pagar, inevitavelmente, a fatura no final do mês e precisa ter proventos para isso.

Score acima de 900

Quem tem estes índices de score são considerados VIP’s e tem todas as portas abertas quando o assunto é crédito, podendo até escolher e exigir certas condições para usar este ou aquele cartão de determinada operadora, mas, no entanto, é necessário que a renda seja compatível com a escolha.

Qual o Melhor Cartão de Crédito Para Score Baixo?

Como já explicamos, mesmo com um score baixo é possível sim ter crédito na praça e inclusive um cartão de crédito. Cada instituição tem sua própria regra para conceder crédito e também o seu nível mínimo e máximo de risco ao fazê-lo.

Portanto, a decisão final não se baseará única e exclusivamente no seu score. Aliás, é possível que você até tenha um bom score, crédito na praça, mas uma renda mensal baixa, por exemplo, o que pode ser um motivo para esta ou aquela instituição financeira negar seu cartão de crédito.

Abaixo listaremos algumas instituições que geralmente aprovam crédito para quem tem um score baixo. Vale salientar aqui que as regras destas instituições podem mudar a qualquer momento e elas não costumam dizer se levam em consideração o seu score ou não. Confira:

1º. Cartões Magazine Luiza

O bom do cartão da loja Magazine Luiza é que ele é internacional e geralmente vem na bandeira Mastercard. No site, a loja afirma que o score não costuma ser uma barreira para a liberação do cartão de crédito.

A renda mínima estabelecida é de R$800 por mês. O cartão de crédito da Magazine Luiza, com exceção da versão Ouro, cobra anuidade, o que pode ser considerado um ponto negativo.

2º. Cartões do Banco Inter

Trata-se de um Banco 100% digital muito conhecido pela população. O cartão de crédito fornecido pelo Inter não cobra anuidade e, segundo consta no próprio app do Banco, o score não tem peso relativamente grande na hora do liberar um cartão de crédito.

O cartão do Banco Inter vem na bandeira Mastercard e é também internacional. A única exigência inicial para solicitar o Cartão de Crédito Banco Inter é abrir uma conta digital na plataforma.

3º. Cartões Santander Free

O Banco Santander costuma liberar cartões de crédito mesmo para quem tem score baixo. No entanto, exigem uma renda mensal mais elevada, acima dos R$1.100,00. O bom é fornecem o cartão mesmo que você não tenha conta no Santander.

Outro ponto a sinalizar é que o Cartão Santander Free isenta a anuidade conforme os seus gastos mensais.

4º. Cartões Fintech Neon

A plataforma Neon é também 100% digital e igualmente popular. O seu cartão de crédito possui, inclusive, fama de ser aprovado mais facilmente, mesmo com score baixo.

Além disso, não possui anuidade, vem na bandeira Visa e é também internacional. Vale ressaltar que a Neon não é um banco e sim uma Fintech de crédito. É necessário ter conta na Neon para solicitar o cartão.

Gostou deste artigo ? Então deixe seu comentário e compartilhe!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.